Cloud é só redução de custos ?

Olá Leitores,

Nessa última semana conversei com muitos clientes que estão se preparando e estruturando suas respectivas areas de TI para a adoção inicial de Cloud.

Resolvi fazer esse post sobre: “Cloud é só redução de custos ?” pois a primeira preocupação de todos os clientes foi quanto a cloud poderia trazer de economia para a empresa.

No entanto, existem muitos aspectos que devemos considerar antes de chegarmos realmente até a economia que a Cloud pode proporcionar.

Muitos são os desafios nesse começo de avaliação, e os questionamentos de por onde começar a justificar esse novo modelo ? Devo adotar Cloud ou ficar no meu Hosting ? entre outras devem ser esclarecidas.

Abaixo colocarei os principais imperativos para uma solução em Cloud.:

a

1. Escalabilidade & Elasticidade

Atualmente se observarmos os datacenters das empresas chegaremos a uma simples conclusão: Todos os ambientes são dimensionados pelo pico ou, no melhor caso, pela utilização média.

Não seria mais inteligente deixarmos o ambiente trabalhando com recursos mínimos e deixarmos a funcionalidade de auto-scale (escalibilidade automatica) pré-definida para aumentar ou diminuir recursos computacionais quando necessários ?

Tornar um ambiente escalável e elastico não depende apenas de ter hardware a disposição. Cloud é muito mais do que isso … A nuvem nos proporciona toda a inteligência e capacidade de orquestração nos diversos componentes como servidores, storage, rede, load balancer, firewall, tendo tanto um controle técnico de integração e entrega desses componentes como um controle financeiro sobre os ítens utilizados.

 

2. Agilidade no provisionamento de um ambiente

Vamos pensar de forma macro no modelo atual das empresas na disponibilização da infra-estrutura em TI. Os passos mais comuns que temos seriam:

Demanda de negócio & Definição do projetob
Discussão sobre a capacidade, arquitetura da infra-estrutura, segurança, etc
Adequação de restrições (espaço no DC, budget/custos, skill do time, etc)
Aprovação do investimento
Abertura do processo de compras para o Hardware e o Software
Assinatura do contrato
Entrega do equipamento e licenças
Configuração física
Instalação do SW básico
Instalação dos SWs adicionais
Disponibilização para testes
“Go Live”
Aplicação disponível para o “cliente”
Estamos falando em 14 passos e cerca de 3-4 meses para colocarmos um projeto em funcionamento.

No mundo atual de Cloud, ter um servidor virtual a disposição por exemplo leva cerca de 3 a 5 minutos para que a utilização comece e ainda suportando licenciamento, sistema operacional, aplicações, tudo de forma nativa.

Sem duvida nenhuma que o planejamento do projeto deve continuar sendo feito porém as execuções operacionais essas são sim não devemos mais nos preocupar.

 

3. Self – Service

Considerando ainda os passos citados pelo ítem 02 – Agilidade no provisionamento de um ambiente, imagine só se no meio do projeto alguém esqueceu de considerar um recurso computacional vital como um Storage ou um Firewall, pensem em quanto tempo seria necessário aguardar e quantas ações seriam tomadas até terem os componentes entregues.

Não seria mais fácil, termos um portal Self – Service onde o cliente poderá visualizar todo o portfólio disponível da empresa e assim decidir por qual tecnologia utilizar ?

Essa é mais uma vantagem que a Cloud proporciona – ter todo essa catalogo disponível para consumo e provisionamento em minutos é maravilhoso.


4. Não depreciação de recursos computacionais

cAo comprarmos um servidor hoje sabemos que ele terá uma data aproximada de validade, ou seja, haverá uma depreciação natural do Hardware e em média isso acontece de 3 a 4 anos.

Podemos ainda colocar nesse ítem de depreciação a preocupação com manutenção física de componentes, além de suporte e garantia da empresa de hardware contratada.

 

Pensando no modelo de Cloud, você não terá essas preocupações !

A atualização do hardware é responsabilidade do provedor de Cloud assim como a manutenção de qualquer componente.

Não caberá a você cliente se preocupar se o equipamento está depreciado, se não tem suporte, se a tecnologia ficou antiga, etc.

Sua preocupação é consumir recursos como serviço e pagar a fatura no final do mês.

 

4. Pay as you go

Consuma quanto e quando quiser e pague apenas por isso !
Neste ítem com certeza está uma das GRANDES vantagens da Cloud.
Para exemplificá-lo usarei uma situação levantada por um cliente:

Questão do cliente:
Não utilizo os servidores de DEV/QA das 18h00 as 08h00 o que posso fazer para economizar ?

Resposta:
Consuma os servidores das 08h00 as 18h00 através do modelo de hora e desligue e guarde os servidores das 18h00 as 08h00. Isso causará uma economia de 14 HORAS por DIA e no final do mês refletirá em uma redução dos custos.

Para esse ítem ainda cabe a dica: NÃO DIMENSIONE seu ambiente para a média ou pico, trabalhe com poucos recursos e use apenas quando necessário.

5. E por fim, chegamos aos custos!

Vamos analisar inicialmente os custos básicos com infra-estrutura em um projeto de TI “On-Premises”:

Licenciamento de Software
Hardware
Customização e implementação
Time de suporte à infra-estrutura
Manutenção / Tuning para performance / Patches
Treinamentos
Energia elétrica / Ar Condicionado
Espaço no Data Center
Networking / Banda de rede
Redundancia / HA – 99%, 99,5% ou 99,999% ?

Quantas preocupações e gastos não é mesmo ?

Não seria mais fácil ter um custo para cada componente utilizada e no final do mês pagar a fatura ? Igual fazemos hoje com Luz, Agua, Telefone, etc ?

Se o problema é custo, coloque na calculadora. Veja se o valor do investimento mensal em Cloud cobre os custos atuais de seu DataCenter.

Lembre-se que a adoção de uma solução de IaaS (Infraestructure as a Service), não apenas se o custo dos servidores é coberto pelo preço do serviço mensal, mas a manutenção, espaço físico, energia gasta, momentos de indisponbilidade, etc;

 


 

Como conclusão a pergunta do título do post: Cloud é só redução de custos ?

A resposta em minha opinião é NÃO !

Redução de custos com certeza é um dos fatores que contribuem para a adoção de Cloud. Porém ter um ambiente flexível, escalável, com alta performance, pouca preocupação e foco no negócio e não no operacional, isso sim a Cloud traz no seu DNA para a evolução da tecnologia.

d

 

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
IBM Cloud Services Sales Representative
SoftLayer Subject Matter Expert

E-mail: thiagovola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87

Anúncios

3 comentários sobre “Cloud é só redução de custos ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s