Comparação entre provedores via Cloud Vendor Benchmark 2015: Price Comparation Among The Top 15 Top IaaS Providers 2015

Olá Leitores, Bom Dia.

Em fevereiro de 2015 fiz um post muito parecido ao tema que iremos abordar hoje – Cloud Vendor Benchmark 2015: Best IaaS Providers 2015 – Price Comparison Report, porém entre o mês de Abril e Maio a Cloud Spectator lançou uma nova versão para o estudo.

Agora temos o Cloud Vendor Benchmark 2015: Price Comparation Among The Top 15 Top IaaS Providers 2015 – no link, e aproveitarei esse post para explanar alguns pontos que julgei novamente de alta relevância sobre a Cloud IBM SoftLayer.

CS-Logo-Small

Apenas para lembrar-los o estudo aborda os Top 15 IaaS Providers em suas diversas características, tais como: Estrutura de preços, Service Level Agreements (SLAs), Customização, DataCenter (Geografias) onde o serviço é oferecido e comparações básicas de preços com instâncias Linux e Windows e com seus respectivos tamanhos.

Os 15 provedores e seus respectivos produtos análisados são: Amazon EC2, CenturyLink Cloud, Digital Ocean, Google Cloud, HP Helion, IBM SoftLayer, Joyent, Microsoft Azure, Rackspace Cloud e Verizon Cloud.

Vamos aos comparativos:

Estrutura de Preços:

O quadro abaixo demonstra as diferentes opções de cobrança disponível por cada provedor.

<1 Hora: Alguns provedores como Google Cloud, Microsoft Azure e Rackspace Cloud conseguem fazer a cobrança do recursos em minutos utilizados.

Hora: A grande maioria dos provedores tem a possibilidade de efetivar seu consumo através do modelo hora.

Mês: A Cloud IBM/SoftLayer provê a possibilidade de uso e consumo no modelo mensal. Utilizando esse modelo não existe a necessidade de fidelização ou contrato de longos anos, apenas o uso e pagamento no mês utilizado.

Year / 3-Year: Aqui está um modelo que requer muita ATENÇÃO nas letras miúdas de cada provedor. O custo da contratação de uma instância no modelo de 3 anos pode ter uma redução de quase 70% do valor porém existem muitos fatores que limitam o uso. Os principais limitadores são:

* Não poder desligar / ligar o servidor para economia;
* Ser obrigado a escolher um único template(tipo) de servidor. (Ex. 2 vCpu, 3.7 GB RAM);
* Não utilização de recursos como Auto Scaling e Load Balancer;

Com a IBM SoftLayer você optando por um contrato de 1 ou 3 anos você não terá esses problemas e ainda desfrutará de vantagens diretas e indiretas para sua empresa.

Screenshot_1

 

Service Level Agreements (SLAs):

Uptime Guarantee: Os SLAs declarados abaixo tratam-se de disponibilidade de hardware e network, porém no caso da Cloud IBM SoftLayer você também terá 100% de SLA para Public e Private Network, o portal do Cliente e energia dos DataCenters.

Screenshot_2

 

Customização:

Para esse ítem está sendo considerado qual o level de customização permitido em cada provedor de Cloud quando pensamos em configuração de servidores (montante de vCpu, RAM, Storage).

Cada provedor oferece apenas 1 (uma) categoria de customização, com exceção da Cloud IBM SoftLayer, onde você terá a possibilidade de criar uma instância virtual a partir de um ‘tier’ ou você mesmo determinar qual a configuração para cada componente e então provisionar a instância.

Partly Configurable: A única exceção aqui é a CLOUD IBM SOFTLAYER.Você poderá navegar, escolher e assim definir o montante de CPU, RAM e disco necessário para cada servidor em questão.

Aqui pode surgir uma dúvida: Porque é um diferencial poder escolher o montante de CPU, RAM e disco de uma VM ao invés de um template pronto ?

Exemplo: Você precisa de uma instância virtual com 1 vCPU porém com 8 GB de RAM.
Na SoftLayer: Você poderá escolher exatamente tal configuração e pagar apenas por ela.
Outros provedores: Você terá que escolher algum template que mais se aproxima como template X [2vCPU com 7.5 GB RAM].

Basicamente a mensagem aqui: economize seu dinheiro !!!

Tiered: Trata-se de ‘templates’, pacotes de servidores já com recursos computacionais pré-configurados, por exemplo AWS [c4.xlarge].

Screenshot_3

Disponibilidade Geográfica (DataCenters):

Todos os provedores de Cloud possuem datacenters localizados na America do Norte.
Já na Europa também todos os provedores possuem com exceção da HP Helion.

A Cloud IBM SoftLayer é a que mais tem DataCenters de Cloud, o que no total são 20 DataCenters dividos em quatro continentes e as localidades são as seguintes:

America do Norte: [Dallas, Houston, Washington D.C, Seatle, San Jose, Mexico City, Montreal & Toronto]
America do Sul: Brasil [São Paulo – novidades no mês de Agosto]
Europa: [London, Amsterdam, Paris & Frankfurt]
APAC: [Singapure, Hong Kong, Shanghai, Tokio, Sydney & Melbourne]

Existem algumas cidades como Amsterdam possuem 2 DataCenters porém estão contabilizados nessa pesquisa apenas como 1 DataCenter.

A conta final hoje de DataCenter da SoftLayer são 25 ao redor do mundo.

Screenshot_4

Preço de comparação de VM (Virtual Machine) – Instâncias Virtuais:

O estudo faz uma comparação muito inteligente, demonstrando que há diferenças entre o modo de contratação sendo ele por (hora, mês, anual ou 3 anos) e considerando instâncias em Windows e Linux;

Como temos muitas variáveis resolvi selecionar 1 modelo que é muito requisitado e utilizado por clientes no Brasil. Trata-se de uma instância virtual com 4 Core, 8 GB de RAM e Sistema Operacional Windows.

  • LARGE HOURLY INSTANCE (4 Core, 8GB RAM, WINDOWS)

Screenshot_5

Preço de comparação de Block Storage

O estudo faz também uma comparação sobre os tipos de Block Storage hoje disponíveis para atribuições em instâncias virtuais.

Importante resaltar que a Cloud IBM SoftLayer não cobra para IO Read/Write entre os blocos dedicados.

Screenshot_6

 

Conclusões:

  1. Cada provedor possui um modelo exclusivo de consumo para seus clientes, porém fique atento as letras miúdas e detalhes de cada um deles;
  2. O SLA da Cloud IBM SoftLayer indica ter uma maior estabilidade e garantia;
  3. Lembre-se da flexibilidade de configuração de cada provedor de Cloud;
  4. A expansão geográfica da SoftLayer para o final de 2015 e ter 28 DataCenter ao redor do mundo;
  5. DATA TRANSFER: Na SoftLayer não há o custo de Data Transfer entre DataCenters e o OUTBOUND para Network, no caso de instância virtual, franquia de 250 GB mês para cada instância.

É isso pessoal, espero que tenham gostado !

Para acessar ao relatório completo, favor acessarem os links abaixo:
http://connect.cloudspectator.com/cloud-vendor-benchmark-2015-pdf-download

Obrigado,


Thiago Viola
IBM Cloud Services Sales Representative
SoftLayer Subject Matter Expert

E-mail: thiagovola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s