Serverless Computing ajudará na redução de custos da TI

Olá Leitores,

No começo deste ano fiz um post sobre como Serverless Computing pode facilitar a automatização de sua TI , onde abordei os benefícios que essa tecnologia traz e que realmente possibilitará empresas terem seus ambientes automatizado sem a necessidade de grandes investimentos de dinheiro e tempo.

Para quem não conhece ainda o tema vale a pena ver o post acima, mas ressalto que a grande sacada em Serverless Computing” é justamente ser utilizado sem a necessidade de comprar, alugar ou provisionar servidores ou máquinas virtuais para o código de back-end executar.

Que tal usar um conjunto de microserviços e serem ativados por eventos específicos (como o registro de usuário, uma autenticação, performance, etc) ou ser configurado para ser executado atrás de uma plataforma de gerenciamento de API.

network-2402637_1280
Mas por que serveless reduzirão os custos de TI ?

De acordo com a análise mais recente da 451 Research para a maioria das novas aplicações, uma solução serverless oferece um menor custo total de propriedade (TCO) do que as máquinas virtuais (VMs) ou containers.

Na prática o TCO de serverless tende a ser menor que VMs, porque não há necessidade dos desenvolvedores provisionar, configurar e gerenciar a infraestrutura.

Por exemplo, quando uma função serverless está ativa por apenas três quartos do mês, ele só precisa de uma economia de 10 minutos na sobrecarga operacional para máquinas virtuais sem servidor para bater em TCO.

A pesquisa indica que, mesmo sem as economias no tempo de desenvolvimento, a capacidade de aumentar a utilização de serverless significa que é mais barato do que usar VMs quando o código é executado menos de 500.000 vezes por mês.
perf

A pesquisa descobre que a IBM é menos dispendiosa para scripts de duração de 0,1 segundos e o Azure é o mais barato para scripts de 10 segundos – assumindo que os requisitos de memória correspondem a alocações de tamanho predeterminadas.

Além disso, a IBM oferece uma vantagem de custo distinta ao permitir que os usuários escolham requisitos de memória exatos, enquanto outros provedores de serviços da nuvem arredondam os números, resultando em usuários que normalmente pagam pela capacidade não utilizada.

As ofertas de Freemium serverless já estão alimentando o crescimento de novos serviços, estimulando a experimentação e ajudando as empresas a adquirir habilidades.

A adoção de serverless – ou FaaS (funções como serviço) – para continuará crescendo nos próximos anos., em 2016, 37 por cento dos decisores de TI pesquisados ​​já estavam usando tecnologia serverless.

Pense e repense sua arquitetura para que não enfrentem a complexidade típica de incompatiblidade ou mal funcionamento de uma aplicação serverless.

Para quem quiser aprofundar os conhecimentos a pesquisa em forma integral está no link a seguir. : https://451research.com/report-long?icid=4406

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Head of Cloud Digital Sales Brazil
SoftLayer Subject Matter Expert

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola

Galeria

Inscreva-se no evento Sampa Kubernetes Meetup.

Olá Leitores, Bom Dia.

Containers, containers e mais contaires !

Para quem não conhece o Kubernetes foi desenvolvido pelo Google como parte do projeto de Borg e entregue para a comunidade open source em 2014. O Kubernetes possui mais de 15 anos e combina de infraestrutura de pesquisa do Google na execução de um containers com cargas de trabalho de produção, aberta contribuições fonte edição e ferramentas de gerenciamento para fornecer uma plataforma de aplicativos isolado e seguro que é portátil e extensível em caso de falha-overs.

O serviço de container na IBM por exemplo conta com opções de Docker e Kubernetes os quais oferecerem ferramentas poderosas, uma experiência intuitiva, além de segurança e isolamento embutido para automatizar a implantação, operação, dimensionamento e monitoramento de aplicativos ao longo de um cluster de hosts de computação independentes usando Kubernetes.

Para quem quiser começar a conhecer ou até mesmo aprofundar teremos uma ótima oportunidade aqui na IBM !!!

Acontecerá no dia 28 de Agosto as 19h00 no AUDITÓRIO DA IBM BRAZIL
Rua Tutóia, 1157 – Vila Mariana, São Paulo

Screen Shot 2017-06-27 at 22.40.09

Increva-se através do link:  https://www.meetup.com/Sampa-Kubernetes-Meetup/

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Head of Cloud Digital Sales Brazil
SoftLayer Subject Matter Expert

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola

Nota

Quadrante Mágico de Cloud IaaS – Gartner 2017.

Olá Leitores, Bom Dia.

O Gartner publicou no dia de ontem o Quadrante Mágico de Cloud InfraEstrutura considerando a evolução dos provedores do ano de 2016 para 2017.

Nesta nova avaliação encontrei algumas mudanças relacionadas ao método de avaliação técnica (a qual ocorreu entre Janeiro de 2017 a Março de 2017) e também quanto a evolução e posicionamento cada provedor no quadrante.

Antes de partimos para uma análise detalhada de cada provedor — cabe mais uma vez a descrição sobre o que o Gartner avalia para InfraEstrutura (IaaS).:

—  Cloud computing é um estilo de computação no qual capacidades habilitadas por TI como recursos escaláveis e elásticos são entregues como um serviço usando tecnologias de internet.

—  Apenas Cloud IaaS é avaliada neste Quadrante Mágico;

—  Enfatiza fortemente o uso de portal self-service, automação, recursos escaláveis ​​e elásticos em tempo quase real, e medição por usoAs interfaces de PORTAL são expostas diretamente ao cliente, incluindo uma UI (User Interface baseada na web e/ou em uma API.

  Não abrange os provedores de Plataforma como serviço provedores (PaaS), Provedores de SaaS, Brokers de serviços em Cloud, Cloud Privada, ou qualquer outro tipo de provedor de serviços em nuvem. Também não abrange os fornecedores de hardware e software que podem ser usados para construir infraestrutura de nuvem;



Magic Quadrant
Magic Quadrant for Cloud Infrastructure as a Service –  2017

2017
Magic Quadrant for Cloud Infrastructure as a Service – 2016 vs 2017

2016vs2017-2

Se compararmos o Quadrante Mágico de 2016 e 2017 este mostra de maneira geral que a habilidade de execução dos players se expandiu. No entanto houve uma queda generalizada dos principais players quando observado a criação de funcionalidades e a expansão de capacidade técnica.

Certo que os fornecedores podem melhorar substancialmente suas capacidades ano para ano, mas não conseguem movimentos significativos em sua posição, porque sua posição é relativa ao mercado global.

Me atentei no comparativo de 2016 vs 2017 para quadrante de “Visionários”  o qual possui diferenças com 03 provedores, os quais relato a seguir.:

Alibaba_Cloud_Logo_EN
Não sei de devo chamar de “O” ou “A” Alibaba Cloud, no entanto, trata-se de uma subsidiária do Alibaba Group. A qual é um provedor de serviços focado na nuvem com sede na China. Foi estabelecido em 2009, e inicialmente forneceu serviços aos negócios de comércio eletrônico do Grupo Alibaba. Esta avaliação do Quadrante Mágico é focada no negócio internacional da Alibaba Cloud, que está sediada em Cingapura.

Locais: Alibaba Cloud opera várias regiões da China e, adicionalmente, tem presença nos EUA, Alemanha, Austrália, Hong Kong, Japão, Cingapura e Emirados Árabes Unidos. Tem vendas locais nos EUA e na China. O portal de serviços da China, documentação e suporte estão em mandarim. O portal internacional, documentação e suporte são apenas em inglês.

Vencimento do Provedor:  Alibaba Cloud é líder de mercado na China, mas é um participante relativamente recente no mercado global. — Não possui presença no Brasil.

Forças: É o líder atual da quota de mercado de Cloud IaaS na China, e é particularmente dominante com as empresas e agências digitais chinesas e governo chinês. O Grupo Alibaba tem os recursos financeiros para continuar investindo em novas regiões.

Cuidados: Expandiu rapidamente sua oferta para mercados fora da China nos últimos 18 meses, mas a empresa não possui compartilhamento de mente substancial com os compradores desses mercados, pois ainda está construindo o talento local, a experiência do setor e a tecnologia de ponta, capacidades de mercado.


 

ibm-bluemix-logo

A IBM é uma empresa de tecnologia grande e diversificada com uma variedade de produtos e serviços relacionados à Cloud.

Neste momento, a IBM possui dois portais para Cloud IaaS. O já conhecido portal SoftLayer o qual contém a gama completa de serviços que já foram vendidos sob a marca SoftLayer., e o Bluemix que foi originalmente a oferta PaaS da IBM e desde então se expandiu para uma plataforma mais ampla para a IBM Cloud;

Locations: +36 DataCenters (Presença Global), incluse Brasil, com operação local.

Forças:  A IBM está próxima do lançamento do projeto de re-engenharia da plataforma de Cloud chamada: “Next-Generation Infrastructure” (NGI)Estão estabelecidas metas de design agressivas para o desempenho e preço desta nova infraestrutura de Cloud, que adotará os princípios da arquitetura de infra-estrutura de hyperscale.

Utilizará um sistema integrado totalmente personalizado IBM para fornecer infraestrutura definida por software, incorpora inovações de design de hardware, bem como software personalizado.

Representará  um importante passo em frente nas capacidades de infra-estrutura da IBM, bem como na capacidade da IBM de atender às necessidades de futuras aplicações nativas de Cloud, particularmente em relação às ambições mais amplas da IBM em computação cognitiva.

Cuidados: A oferta atual é a infra-estrutura SoftLayer, e não a NGI.  A IBM, ao longo de sua história no negócio da Cloud IaaS, encontrou repetidamente desafios de engenharia que impactaram negativamente seu tempo de mercado.


 

oracle-logo

A Oracle é uma grande e diversificada empresa de tecnologia com uma variedade de produtos e serviços relacionados à Cloud. No final de 2015, lançou sua primeira oferta de nuvem pública IaaS, o Oracle Compute Cloud Service (“Gen 1 Cloud”). Em novembro de 2016, lançou sua oferta de próxima geração, Oracle Bare Metal Cloud Services (BMC Service, ou “Gen 2 Cloud”).

Locations: Os centros de dados Gen 2 são agrupados em regiões, cada um dos quais contém pelo menos dois domínios de disponibilidade (data centers); Existe uma região ocidental dos Estados Unidos e uma região da costa leste dos EUA. Os centros de dados Gen 1 estão localizados nos EUA central e leste, U.K. e Holanda. A Oracle tem vendas globais.
O serviço Gen 2 está disponível apenas em inglês.
O serviço Gen 1 é suportado e documentado apenas em inglês, mas o portal de serviços também está disponível em francês, alemão, italiano, espanhol, russo, português, etc.

 — Não possui presença no Brasil.

Forças:   A oferta do Gen 2 da Oracle, é  uma plataforma IaaS de Cloud natural e virtualizada. A Oracle pretende que esta plataforma seja a base para suas futuras ofertas PaaS e SaaS também. Está sendo construído por uma equipe de engenharia altamente experiente recrutada principalmente por provedores de nuvem de hiperescala.

A Oracle tem uma perspectiva realista sobre a entrada atrasada no mercado e possui um roteiro de engenharia sensato focado na construção de um conjunto de recursos essenciais que eventualmente o tornarão atraente para casos de uso direcionado.

Cuidados: A oferta do Gen 2 é atualmente um “produto mínimo viável”.
A oferta Gen 1 é uma oferta básica de nuvem IaaS com pouca dificuldade de diferenciação, e é principalmente adquirida como base para as ofertas PaaS da Oracle.

Os clientes precisam ter uma tolerância muito alta para o risco, juntamente com uma forte perspicácia técnica pois as ofertas se agrupam com capacidades de computação, armazenamento e rede IaaS, de maior importância vital.

Tem um histórico operacional limitado. A maioria dos clientes depende do apoio direto da equipe de engenharia da Oracle.

O Gartner encoraja fortemente os potenciais clientes a falar com referências.


 

Para quem quiser ter acesso ao post completo.
Magic Quadrant for Cloud Infrastructure as a Service, Worldwide.:
https://www.gartner.com/doc/reprints?id=1-2G2O5FC&ct=150519

 

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Head of Cloud Digital Sales Brazil
SoftLayer Subject Matter Expert

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola

Kubernetes agora disponível no IBM Bluemix Container Service

Olá Leitores, Bom Dia.

Para quem já está ‘surfando’ a onda de containers aqui está uma boa novidade ! Caso você seja novo no assunto recomendo iniciar por aqui LINK.

Aogra o serviço de container do IBM Bluemix Container Service conta com opções de Docker e Kubernetes os quais oferecerem ferramentas poderosas, uma experiência   intuitiva, além de segurança e isolamento embutido para automatizar a implantação, operação, dimensionamento e monitoramento de aplicativos ao longo de um cluster de hosts de computação independentes usando Kubernetes.

Kubernetes

Para quem não conhece o Kubernetes foi desenvolvido pelo Google como parte do projeto de Borg e entregue para a comunidade open source em 2014. O Kubernetes possui mais de 15 anos e combina de infraestrutura de pesquisa do Google na execução de um containers com cargas de trabalho de produção, aberta contribuições fonte edição e ferramentas de gerenciamento para fornecer uma plataforma de aplicativos isolado e seguro que é portátil e extensível em caso de falha-overs.


Kubernetes no IBM Bluemix – CONCEITO.

Através do IBM Bluemix Container Service – Docker e Kubernetes agora se combinam para oferecer ferramentas poderosas, uma experiência de usuário intuitiva, e built-in de segurança e isolamento para permitir a entrega rápida de todos os aplicativos. — Aproveitando a Cloud IBM incluindo capacidades cognitivas de Watson.

Atualmente o serviço está disponível nos Estados Unidos (Dallas) e UE (Frankfurt).

Com um único painel de controle Kubernetes, você poderá administrar seu ambiente, validando a conformidade de segurança em todo o seu pipeline DevOps, digitalizando automaticamente as imagens do Docker e contatos em tempo real para vulnerabilidades conhecidas .

Aproveite o valor da plataforma IBM Bluemix facilmente vinculativo para outros serviços, que trazem capacidades cognitivas e analíticas para sua aplicação.

 

Kubernetes no IBM Bluemix – Na PRÁTICA.

Acesse o link: https://www.ibm.com/cloud-computing/bluemix/containers

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Head of Cloud Digital Sales Brazil
SoftLayer Subject Matter Expert

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola

 

https://www.ibm.com/blogs/bluemix/2017/05/kubernetes-now-generally-available-ibm-bluemix-container-service/

Cloud IBM com Veeam: Backup e Replication

Olá Leitores, Bom Dia.

A Cloud IBM continua expandindo o ecossistema de parceiros, e agora pensando em fortalecer o uso de VMware, temos o lançamento do Veeam para Backup e Replication em Infraestrutura Bluemix.

veeam

Agora diretamente a partir do portal Bluemix o licenciamento do Veeam poderá ser provisionado e adquirido. Nesta fase inicial esta oferta será exclusivamente para backup em ambientes VMware , mas em lançamentos futuros isso também irá incluir a capacidade de backup nuvem pública, baremetals e remotamente para o ambiente de ICOS (Object Storage).

Na prória configuração do servidor você terá as opções de selecionar a configuração e opção do : Veeam Backup and Replication for  ….

Screen Shot 2017-05-15 at 9.55.18 AM

Características importantes:

  • Veeam por licença baseada em VM. US $ 18 / vm por mês;
  • Vendido em embalagens de 10, 25, 50, 100, 200;
  • Backup gratuito do agente;
  • Provisionamento automatizado;
  • Compatível com as cargas de trabalho VMware e Hyper-V

 

Considerações técnicas:

  • O servidor é implementado independentemente do cluster VMware em um servidor VSI ou baremetal, dependendo do número de VMs para backup;
  • 4vCPUs, 8GB RAM, 1Gbps Interface de rede mínima recomendada;
  • Armazenamento: O IOPS em camadas é recomendado (0,25 IOPS / GB para cargas de trabalho baixas e 2 IOPS / GB para cargas mais exigentes;

 

Na prática: 

veeam_fig7

veeam_fig10

17_backup_job_progress

 

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Head of Cloud Digital Sales Brazil
SoftLayer Subject Matter Expert

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola

3° Workshop Online de OpenStack

Olá Leitores,

Neste mês de Maio do dia 08 a 16 de Maio de 2017 teremos o 3° Workshop Online de OpenStack., a plataforma de Cloud Computing que mais cresce no mundo, utilizada e aperfeiçoada por mais de 70.000 pessoas, 600 empresas em mais de 177 países e que só agora está começando a se desenvolver no Brasil.

OpenStack

 

O que é OpenStack?

OpenStack é um software open source usado para criação de nuvens computacionais, tanto públicas como privadas.  Com o OpenStack uma empresa pode criar uma camada de gerenciamento acima de toda sua estrutura de TI, onde os usuários podem administrar seus recursos facilmente através de uma interface web ou por API, recursos como servidores, redes, firewalls, balanceadores de carga e muitos outros podem ser criados e excluidos com alguns cliques.

 

O que será abordado neste workshop ?

Nesse workshop gratuito caberá a explicação de como o OpenStack funciona, para quais empresas é mais indicado e também o ensinamento sobre seus módulos e mostrá-los em funcionamento.

  1. Posicionamento do mercado de TI.
    Com o mercado de TI cada vez mais competitivo e em aceleração constante, ter conhecimento sobre OpenStack significa ter o poder da nuvem nas suas mãos.
  2. Aprenda como ter sua própria Nuvem Open source 
    Um portal de recursos computacionais self-service como servidores, roteadores, redes, firewalls, bancos de dados, etc… construido com tecnologia open source.
  3. Flexibilidade e escalabilidade
    Construção de nuvens públicas, privadas e hibridas integrando com as principais distribuições Linux, provedores de nuvens e plugins com os maiores fabricantes de network e storage do mercado.

 

Acesse o link agora mesmo e realize seu cadastro: http://openstack.cloudtreinamentos.com/

 

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Head of Cloud Digital Sales Brazil
SoftLayer Subject Matter Expert

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola

Sua empresa precisa inovar ? Que tal um BlueMix Garage para começar ?

Olá Leitores,

Inovar, renovar, modernizar, transformar, entre outros, são muitos dos sinônimos que ouvímos no dias atuais para que as empresas entrem no novo mundo e consigam atender de forma exemplar a escala e velocidade a qual o mercado exige.

Reinventar processos de negócios liderando imperativos da indústria com transformações digitais pode não parecer uma tarefa fácil e ainda ter que se preocupar com novos entrantes, compatibilidade com o ambiente legado, a adoção de processos em tempo real, as metodologias de DevOps e foco com tomada de decisão baseada em dados são desafios maiores ainda.

Como dedicar então a atenção necessária para a transformação de sua empresa?

O IBM Bluemix Garage é a abordagem que a IBM encontrou para permitir que os clientes desenvolvam realmente um novo modelo de negócio, com auxílio de profissionais IBM que colaboram com a construção da idéia inicial, recomendando melhores práticas, prototipação, materialização, concepção e por fim a distribuição em escala de aplicações inovadoras em Cloud.

Screen Shot 2017-04-15 at 9.47.27 PM

Como isso se aplica na prática ?

A primeira quebra de paradigma que temos que colocar em prática é: “Aqui você terá que agir mais como uma StartUp”,  uma das chaves para a mudança cultural é adotar
uma mentalidade desruptiva e seguir o famoso conceito: “Se for errar, erre rápido”.

Pensar como startups é redefinir tudo: experimentação de negócios, design, práticas de desenvolvimento, operações, testes, produção, ferramentaria e gerenciamento.

Na prática você entregará inovação de novas maneiras. Educar a equipe em novas tecnologias, práticas e princípios que forneça diretrizes para a criação de ferramentas, fornecimento de automação. Com o tempo, a entrega contínua se tornará a norma.

 

Quais são os fundações para esta inovação ?

O Bluemix fornece plataforma, orientação especializada e metodologia que você pode confiar para começar sua transformação de DevOps.

Screen Shot 2017-04-29 at 8.35.34 PMBluemix. Bluemix é a plataforma em Cloud de padrões abertos que permite que desenvolvedores e equipe de operações construam, executem e gerenciem rapidamente todos os tipos de aplicativos. A plataforma fornece uma maneira rápida de obter um aplicativo para produção, dimensioná-lo, protegê-lo e gerenciá-lo.

Screen Shot 2017-04-29 at 8.35.42 PMBluemix Garagem. Bluemix Garage é uma consultoria com
um DNA de startups. Nas Bluemix Garages em todo o mundo as empresas grandes e pequenas são capacitadas para criar aplicações. Os consultores de garagem ajudam você a começar sua transformação, onde você projeta e cria aplicativos reais que resolvem suas necessidades de negócios.

Screen Shot 2017-04-29 at 8.35.54 PMMétodo BlueMix Garage. O Método Bluemix Garage é uma coleção de práticas, arquiteturas e ferramentas com curadoria para ajudar as organizações a projetar, construir, implantar e dimensionar aplicativos de nuvem inovadores. O método Garage reforça os conceitos IBM Design Thinking, Lean Startup e agile DevOps. Você pode escalar o que aprende na Garagem para sua empresa.

 

Fases do BlueMix Garage (Step by step)

Cada estágio do BlueMix Garage é extremamente importante para a concepção final de uma aplicação que realmente traga valor a sua empresa.

Screen Shot 2017-04-29 at 9.22.46 PM
Culture. Transforme sua organização combinando inovações de negócios, tecnologia e processos que o ajudam a criar equipes que rapidamente aprendem com as experiências do mercado.

Screen Shot 2017-04-29 at 9.32.34 PM


 

Screen Shot 2017-04-29 at 9.35.46 PM
Think. Entregue soluções incríveis usando o IBM Design Thinking e práticas de design relacionadas.

 

Quando você inicia um novo produto, você deve conceituar, projetar, refinar e priorizar recursos que irão encantar seus clientes. Para fazer isso de forma eficaz, você reunirá líderes de negócios, vendas, designers, desenvolvimento, gerenciamento de produtos e clientes.

Use o IBM Design Thinking. O pensamento de design é uma abordagem poderosa para a inovação e diferenciação de marca que se concentra na criação de experiências positivas.

Definir um produto mínimo viável. Um MVP é o mínimo para uma experiência satisfatória onde sua empresa terá um plano para realizar uma meta.

Mantenha reproduções. Reproduções ocorrem durante todo o ciclo de desenvolvimento e são usadas para reunir feedback e manter a equipe em sincronia.

Planejar iterações usando o registro ordenado. O processo de design resulta em um backlog de trabalho que os esquadrões devem fazer para entregar um MVP. O backlog é priorizado e usado para planejar iterações.

Screen Shot 2017-04-30 at 11.05.47 PM.png


 

code


Code
. Adotar práticas de desenvolvimento para criar aplicativos nativos em Cloud, liberar funções incrementais, reunir feedback e medir resultados.

 

Realizar reuniões diárias. Cada dia, a equipe não se reúne mais de 20 minutos para discutir como as coisas estão indo e se existem problemas bloqueando o progresso.

Integrar-se continuamente. Ao integrar continuamente todos os códigos de trabalho, você pode detectar erros e integrar todo o sistema cedo. Como resultado, você pode entregar código a qualquer momento.

Automatize o teste. Para fornecer código continuamente, seus testes devem ser automatizados.

 


 

deliver
Deliver. Acelere o tempo de lançamento no mercado usando a integração contínua, a implantação contínua e a automatização de processos repetitivos e transparentes.

 

Entregar continuamente. Para conseguir a entrega contínua de forma consistente e confiável, quebre o processo de entrega em fases. O objetivo é que o código progrida em cada etapa com a mínima intervenção humana.
Automatizar as implementações. Elimine etapas manuais da criação dos ambientes à entrega de seu código na produção.

Screen Shot 2017-04-30 at 11.41.38 PM


 

run

Run. Execute soluções em uma plataforma em Cloud usando o Cloud Foundry, containers ou VMs. Executar em uma Cloud pública, uma Cloud dedicada, uma Cloud privada ou em um ambiente híbrido. Auto-scale de recursos e gerenciá-los em DataCenters em todo o mundo.

 

Screen Shot 2017-05-01 at 11.14.19 AM


 

manage


Manage.
Garantir a excelência operacional com monitoramento contínuo de aplicativos, alta disponibilidade e práticas de recuperação rápida que aceleram a identificação e resolução de problemas.
Problemas ocorrem o tempo todo, mas os usuários não precisam saber. A chave é se preparar para os problemas com antecedência e, em seguida, monitorar e detectar problemas quando eles ocorrem.

Certifique-se de que a sua aplicação está continuamente disponível através de monitorização automatizada e práticas de recuperação rápida para que não haja impacto para os utilizadores da aplicação.

Automatizar o monitoramento. Certifique-se de que seu aplicativo está disponível
sempre que  necessário.

Ative a recuperação rápida. Desenvolver uma estratégia para assegurar disponibilidade contínua e mudança não-disruptiva.

Seja resiliente. Teste para o inesperado.

Automatizar operações. A automação permite reduzir custos e concentrar sua equipe altamente qualificada em tarefas de alto valor.


learn

Learn. Experimentar continuamente testando hipóteses usando medições claras para informar as decisões, e conduzindo testes para o backlog de modo que você possa garantir o uso do aplicativo.

 

Executar testes A / B. Compare duas ou mais versões de um projeto ou recurso de aplicativo para ver qual é o mais eficaz. É uma maneira clara de obter dados empíricos para que você possa determinar a abordagem que funciona melhor e é mais produtiva.

Use ferramentas de análise. Continue a experimentar e aprender com seus usuários com base em dados em tempo real.

Screen Shot 2017-05-01 at 9.38.43 PM


 

Quais são os próximos passos ?

Coloque a idéia do Garagem IBM Bluemix em prática, imaginem só suas idéias, junto ao  processo de planejamento de design comprovado da IBM e experiência, igualam grandes soluções e em uma escala global.


Visite a Garagem. Experimente a garagem e identifique um candidato a problema de negócios.

Participe de um workshop IBM Design Thinking. Use o IBM Design Thinking para entender o caso de uso e os usuários-alvo, definir hipóteses de negócios e criar um produto viável mínimo (MVP).

Crie um MVP. Crie, crie e implemente um produto viável mínimo (MVP) rapidamente.

Transforme o seu desenvolvimento. Desenvolva sua transformação de inovação adotando e adaptando o método Garage para atender aos objetivos da DevOps em escala.

 

Dúvidas ?

Contacte agora mesmo Marcelo Costa [mcosta@br.ibm.com], especialista em Cloud IBM BlueMix o qual poderá indicar, explicar e repassar todo o conhecimento necessário para a contratação e uso do Garage IBM BlueMix.

 

Maiores informações neste link:
https://www.ibm.com/blogs/bluemix/2016/09/what-is-the-bluemix-garage/

 

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Head of Cloud Digital Sales Brazil
SoftLayer Subject Matter Expert

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola