Reserved Instances – Escolha 01 ano ou 03 anos e veja a economia possível no consumo de Cloud.

Olá Leitores, Bom Dia.

Buscando por economia em Cloud? Eu tenho uma boa notícia para compartilhar!

A novidade de hoje é o lançamento do modelo de consumo por “Reserved Instances”, no bom e velho português, Instâncias reservadas. Este modelo de consumo é uma “prática” na maioria dos provedores de Cloud do mercado e a IBM igualou e trouxe novidades para o modelo os quais vou compartilhar com vocês.

O IBM® Cloud Virtual Servers “Reserved Instances” é uma ótima opção se você deseja recursos computacionais garantidos para implementações e redução de custos. O cliente poderá escolher entre um contrato de um (01) ou três (03) anos para a sua capacidade reservada. Você tem a garantia desta capacidade dentro do POD e do data center de sua escolha durante a vigência do contrato.

Se sua empresa, seu modelo de negócio, seu planejamento e seu consumo de tecnologia se enquadram nesse modelo, acesse agora mesmo o portal de IBM Cloud, pois os descontos são valores expressivos e podem a chegar a 70% de redução do valor mensal a ser pago, dependendo da escolha feita. [Não tem erro de digitação, 70% MESMO].

A simulação do valor é bem simples, basta acessar o portal de IBM Cloud escolher a opção de Virtual Server > Reserved Virtual Server > Virtual Server Instance e na tela aparecerá os valores.

Screen Shot 2018-11-01 at 10.37.12

Quer saber na prática como funciona o provisionamento, as questões técnicas e alguns exemplos de redução ? Veja o vídeo a seguir onde eu navego no portal demonstrando.

 

Veja algumas perguntas que podem aparecer.

Quando devo provisionar e utilizar “Reserved Instances” ?
O Reserved Instances é uma ótima opção se você deseja recursos computacionais garantidos para implementações na maioria das vezes estáticas, que não tenham um requerimento de escalabilidade e elasticidade além é claro de redução de custos.

O pagamento é adiantado(upfront) ou mensal?
A capacidade reservada e as instâncias são adquiridas por um período de um ou três anos. Depois desse ponto, você está comprometido com um pagamento mensal.

O que acontece se eu não precisar mais das minhas instâncias reservadas?
Você pode recuperar instâncias de servidor virtual reservadas, mas não pode cancelar a capacidade reservada.

O “Reserved Instances” está disponível para servidores Bare Metal ?
Por enquanto não. A escolha de reserved instances está disponível apenas para capacidades e servidores virtuais.

No FAQ oficial de IBM Cloud – Reserved Instances vocês encontrarão maiores informações e detalhes sobre o assunto.

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Cloud Digital Sales Executive
MBA Cloud Computing Teacher

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola

Anúncios

IBM adquire Red Hat, tornando-se o provedor de Cloud híbrida número 1 do mundo!

Olá Leitores,

Hoje a notícia é bem quente, IBM adquire Red Hat, por US $34 bilhões, tornando-se a maior aquisição da gigante de serviços de computação, expandindo assim os serviços baseados em Cloud.

redhat-ibm-one

As notícias já podem ser encontradas nos principais veículos de mídia internacional: NewsRoomIBM, Bloomberg, CNBC, entre outros.

Essa aquisição reúne os melhores provedores de Cloud híbrida da categoria e permitirá que as empresas movam com segurança todos os aplicativos de negócios para a Cloud. As empresas hoje já estão usando várias nuvens. A IBM e a Red Hat estarão fortemente posicionadas para resolver e acelerar a adoção híbrida de várias nuvens. Juntos, eles ajudarão os clientes a criar aplicativos de negócios nativos da Cloud mais rapidamente, proporcionando maior portabilidade e segurança de dados e aplicativos em várias nuvens públicas e privadas, tudo com gerenciamento de Cloud consistente.

Ao fazer isso, eles aproveitarão sua liderança compartilhada em tecnologias essenciais, como Linux, containers, Kubernetes, gerenciamento de várias nuvens e gerenciamento e automação de Cloud.

“The acquisition of Red Hat is a game-changer. It changes everything about the cloud market,” said Ginni Rometty, IBM Chairman, President and Chief Executive Officer. “IBM will become the world’s #1 hybrid cloud provider, offering companies the only open cloud solution that will unlock the full value of the cloud for their businesses.

Em posts anteriores eu já havía sinalizado que a parceria entre IBM e RedHat estava bem fortalecida e cumpria grande fatores de entrega FULL STACK para todos os clientes.
Em pensar que a junção da IBM e RedHat trará aos clientes a possibilidade de trabalharmos do “DataCenter” passando por Hypervisor, Sistema Operacional, OpenShift, ICP (IBM Cloud Private) e chegando até o IBM Middleware .. será um espetáculo !!!

Vale lembrar aqui também que o tema “Open Source”  tem sido o maior tema em tecnologia este ano. Antes da aquisição da Red Hat pela IBM, dois dos maiores acordos de tecnologia do ano foram a compra de US$7,5 bilhões da Microsoft pelo GitHub, e também no início deste mês, os grandes rivais Cloudera e Hortonworks concordaram em se unir em um negócio de US$5,2 bilhões.

Outro tema que fortalece essa parceira é a liderança compartilhada em tecnologias essenciais, como Linux, containers e Kubernetes.

E por fim e matador eu vejo que a adoção de Cloud continua a ser facilitada aos clientes,  tornando o IBM Cloud, o único provedor de nuvem capaz de oferecer aos clientes uma arquitetura de nuvem abrangendo privada, pública e híbrida para atender às suas necessidades de flexibilidade, escalabilidade e portabilidade, sem bloqueio.

A RedHat se tornará uma unidade da divisão Hybrid Cloud da IBM, com Jim Whitehurst, CEO da Red Hat, se juntando à equipe de gerenciamento sênior da IBM e se reportando à CEO Ginni Rometty.

Com essa aquisição IBM e a Red Hat se tornarão a principal empresa Hybrid multi-Cloud do mundo.  UOU !!!! Seja bem vinda REDHAT !!!

As principais perguntas e respostas para a parceria podem ser encontradas abaixo:
News Room IBM – Q/A

ibm_redhat

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Cloud Digital Sales Executive
MBA Cloud Computing Teacher

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola

Nota

Transient Instances na IBM Cloud – Você conhece ?

Olá Leitores,

A sequencia de lançamentos de funcionalidades para IBM Cloud continua, e agora é a vez de testarmos o modelo de instância virtual chamada: Transient Instance.

A oferta de IBM Cloud Virtual Servers Transient é uma boa opção se você tiver cargas de trabalho flexíveis e quiser economizar custos. Você economizará dinheiro executando sua carga de trabalho em um servidor virtual temporário. Instâncias transitórias são provisionadas quando há capacidade não utilizada disponível.

No entanto, fique ligado ! Quando os recursos do DataCenter são necessários para contas completas sob demanda, você também pode perder esses recursos. As instâncias transitórias são desprovisionadas quando esses recursos precisam ser recuperados.

Fazendo um paralelo para quem já está ligado no mundo de Cloud e utiliza por exemplo recursos da AWS (Amazon), podemos dizer que as transient instances é equivalente ao modelo de instancia SPOT.

Os servidores virtuais transientes também trazem na bagagem as novas funcionalidades de IBM Cloud e oferecem a seguinte flexibilidade:

  • Disponibilidade global: A oferta de servidores virtuais transientes está disponível em Datacenters de todo o mundo.

  • Redução de custos: Servidores virtuais transientes são ideais para cargas de trabalho que não são de produção. Por exemplo, você pode usar uma instância transitória para testar e desenvolver aplicativos ou testar a escalabilidade em ambientes que não exigem tempo de atividade constante.

Considerações antes de provisionar servidores virtuais transientes.:

  1. Instâncias transitórias são instâncias públicas que usam SAN-backed storage.
  2. Instâncias transitórias não podem ser atualizadas ou desatualizadas.
  3. Recursos podem ser recuperados a qualquer momento, sem notificação.
  4. Instâncias transitórias não podem usar armazenamento local.
  5. Instâncias transitórias usam somente armazenamento suportado por SAN (balanceado, computação, memória).
  6. Instâncias transitórias não podem usar tipos baseados em GPU.

 

Quer saber como provisionar ? Vamos ao step by step.:

  1. Acesse o Painel de Controle da IBM Cloud com suas credenciais (https://console.bluemix.net/catalog/) e clique sobre a opção de Compute > Virtual Server.

    Screen Shot 2018-07-23 at 08.43.15

  2. No próximo passo na tela de Virtual Server, basicamente escolha o modelo de Public Virtual Server e clique no botão Create.

    Screen Shot 2018-07-23 at 08.45.28

  3. Você chegará na tela da criação do Virtual Server e aqui onde deverá ter atenção para escolher a opção de Transient Server. No exemplo eu escolhi configurações básicas de recursos computacionais e sistema Operacional (CentOS). E por fim, clique no botão em azul “Provision”.

    Screen Shot 2018-07-23 at 08.49.19

  4. Ele ficará na tela ‘Provisioning in progress’ durante alguns segundos e logo após trará a tela de provisionamento da instância, com seus respectivos status.:

    ZScreen Shot 2018-07-23 at 08.54.08

    Screen Shot 2018-07-23 at 08.54.48

  5. Pronto! Após alguns minutos a instância está provisionada e pronta para ser utilizada. Observe o custo da instância U$0.01 (Hum centavo de dolar por hora).

    Screen Shot 2018-07-23 at 09.00.07

    Screen Shot 2018-07-23 at 08.58.41

 

O provisionamento das instância transientes também podem ser realizadas através de APIs REST. O step by step está disponível no link abaixo.:
https://console.bluemix.net/docs/vsi/vsi_provision_api.html#api-rest-transient

Screen Shot 2018-07-23 at 08.34.08

 

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Head of Watson & Cloud Platform Sales Brazil
MBA Cloud Computing Teacher

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola

Webcast: Saiba como IA pode transformar a experiência de atendimento ao cliente

1655694_registrationbanner_990_vivo

Descrição

Saiba como IA pode transformar a experiência de atendimento ao cliente

 

Agenda

Título: Atendimento ao cliente na Era da Inteligência Artificial
Data: Terça-feira, 08 Maio, 2018
Hora: 11:00 Brasilia Time
Duração: 1 hora

A área de atendimento se tornou uma das principais protagonistas na fidelização de clientes: para muitos consumidores, um bom atendimento é mais importante que um preço mais baixo. Ao mesmo tempo, é a área que mais sofre pressão para redução dos custos e aumento da produtividade, muitas vezes comprometendo a experiência do cliente.

Neste webinar, Alexandre Dietrich, executivo da unidade IBM Watson, fala como as empresas estão usando inteligência artificial no atendimento ao cliente para encontrar o equilíbrio entre custo e experiência.

Tópicos abordados:

  • Como o Watson, plataforma de inteligência artificial da IBM, compreende e interage com os clientes;
  • Casos de sucesso do uso de inteligência artificial no atendimento ao cliente;
  • Dicas de como iniciar esta jornada de transformação na sua empresa.

Participe e aproveite para tirar suas dúvidas de como inovar no atendimento aos seus clientes usando esta tecnologia.

Inscreva-se aqui neste link:

 

 

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Head of Watson & Cloud Platform Sales Brazil
MBA Cloud Computing Teacher

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola

Citação

Comparativo de funcionalidades entre IBM Cloud Platform e AWS.

Olá Leitores,

Este artigo tem o objetivo de ajudar clientes que venha do ecossistema da AWS a “traduzir” seus workloads para a IBM Cloud Platform.

Cloud IBM tem três silos principais. Infraestrutura, Aplicações e Serviços.

Infra-estrutura é orientado com base de SoftLayer a qual está disponível em mais de 35 Datacenters em todo o mundo.

Screen Shot 2017-08-18 at 22.33.22

 

Aplicações podem ser Cloud Foundry, Docker ou Open Whisk.

Serviços contêm um enorme catálogo de pay as you go e add ons para sua aplicação, como Watson, Bancos de dados e Analytics.

 

Screen Shot 2017-08-18 at 22.33.39

Acesse o comparativo completo.: https://softlayer.github.io/tools/compareorator/

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Head of Cloud Digital Sales Brazil
SoftLayer Subject Matter Expert

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola

Conheça projetos Open Source que podem facilitar a adoção e uso de Kubernetes.

Olá Leitores, Bom Dia.

Nas últimas semanas a avalanche de informações sobre Kubernetes ainda tem dominado as principais conversas sobre tecnologia. Por aqui fiz um post a cerca de 01 mês sobre o tema Kubernetes agora disponível no IBM Bluemix Container Service., e também recomendo a leitura dos posts do Marcos Paraiso., “Os containers vão engolir IT ?”, e também “5 razões por que Kubernetes estará em seu futuro”.

Uma breve introdução para quem não conhece o Kubernetes,  ele foi desenvolvido pelo Google como parte do projeto de Borg e entregue para a comunidade open source em 2014.

Kubernetes

O Kubernetes possui mais de 15 anos e combina infraestrutura na execução de  containers com cargas de trabalho de produção, aberta contribuições fonte edição e ferramentas de gerenciamento., lembrando também que Kubernetes nos permite executar aplicativos em containers em escala, com balanceamento de cargas, garantindo alta disponibilidade de aplicativos e ainda gerenciando atualizações ou reversões.

Mas usar Kubernetes leva algum trabalho e muitas das tarefas de gerenciamento e manutenção em torno de Kubernetes são francamente complexas.

Não podemos esperar que o projeto principal resolva todos os problemas imediatamente e felizmente, a comunidade em torno de Kubernetes está encontrando soluções para aqueles problemas que, por uma razão ou outra, a equipe de Kubernetes não se enfocou.

Pensando em facilitar a adoção e o uso de Kubernetes busquei por algumas iniciativas que poderiam trazer benefícios reais com geração de snapshots, Disaster Recovery e ferramentas complementares que buscam cobrir o que a solução ainda não está madura para suprir., vamos a elas:

Heptio

heptio

A missão da Heptio ao abrirmos o site é muito clara.: Tornar o Kubernetes® acessível aos desenvolvedores em todos os lugares e promover o ecossistema Kubernetes aberto.

Dois dos criadores de Kubernetes saíram do Google para formar a Heptio, uma empresa com a missão declarada de tornar Kubernetes mais fácil de usar. A empresa se concentrou na entrega de ferramentas de código aberto projetadas para aprimorar a experiência de trabalhar com a versão original de Kubernetes.

Dois projetos que chamam a atenção são: Heptio Ark e Heptio Sonobuoy.

O Ark é um sistema de recuperação de desastres para clusters Kubernetes – uma maneira de capturar, fazer backup e restaurar aplicativos baseados em contêineres. Ark registra o estado de ambos os objetos da API Kubernetes e os discos de volume persistente (PV).

O Sonobuoy verifica uma determinada instalação do Kubernetes para ver se pode passar os testes usados ​​para certificar as versões da versão Kubernetes. O trabalho da Sonobuoy é descobrir se mudanças de versionamento criaram incompatibilidades.

Vale a pena aprofundar a leitura.: https://www.heptio.com/products-and-services/

 



Kubed

A Kubed é um lançamento da AppsCode, trata-se de plataforma de codificação colaborativa para aplicações em container na gestão de um cluster Kubernetes.

Kubed, com pronuncia de “Cube-dee” e abreviação de “Kubernetes daemon” – agrupa uma série de funções úteis em um único processo daemon. A Kubed pode realizar instantâneos de cluster periódicos, fornecer armazenamento temporário para objetos excluídos (caso necessite novamente), executar reencaminhamento automático de eventos, enviar notificações por vários canais e muito mais.

Veja maiores detalhes.: https://github.com/appscode/kubed


 

Kubicorn

O projeto Kubicorn visa ajudar os usuários a criar e gerenciar infra-estrutura para Kubernetes em vários serviços em Cloud. Como o Puppet e outras ferramentas modernas para gerenciar infra-estrutura, a Kubicorn adotou uma filosofia declarativa: o usuário descreve o estado que deseja ver em seu cluster e a Kubicorn garante que o estado do cluster seja mantido em sincronia com esse alvo.

O Kubicorn pretende trabalhar tanto como uma ferramenta autônoma como como uma biblioteca que pode ser invocada por outras ferramentas. Do mesmo jeito, Kubicorn desenha ferramentas existentes em Kubernetes, como a ferramenta kubeadm. Como tal, o Kubicorn destina-se a complementar os fluxos de trabalho existentes em vez de deslocá-los.

A maior parte da abordagem da Kubicorn é o uso de instantâneos. O Kubicorn funciona permitindo que um usuário defina o estado do seu cluster, aplique esse estado atômico (se não funcionar, é revertido) e para capturar esse estado como um instantâneo. Esses instantâneos podem então ser usados ​​para implantações novas também.

Veja maiores detalhes.: https://github.com/kris-nova/kubicorn

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Head of Cloud Digital Sales Brazil
SoftLayer Subject Matter Expert

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola

 

Precisando de um TCO para movimentar seu SAP para Cloud ?

Leitores, Bom Dia.

Recentemente fiz um post com o nome de  ‘Cloud para 2017 – O que devemos esperar ? ‘ e nele comentei sobre os principais  workloads que as empresas devem intensificar a busca e assim a migração para Cloud.

” Aplicações ‘core business’ como ERPs, CRMs, SAP, Totvs, Oracle e grandes investimentos em DataCenters locais não serão mais desculpas para que as empresas adotem Cloud. Sendo infraestrutura, plataforma ou Software os benefícios de Cloud são evidentes e as empresas passaram a investir fortemente nesta nova modalidade.”

Atualmente pode ser difícil justificar o custo total de propriedade (TCO) quando você não tem uma compreensão clara do que os principais benefícios tangíveis e intangíveis podem ser, especialmente quando se movem aplicações ERP para Cloud. Felizmente, existem ferramentas que podem ajudá-los a avaliar os benefícios na movimentação de SAP para Cloud e assim colocarmos no papel os principais imperativos.

screen-shot-2017-02-03-at-9-41-42-pm

 

Apresento a vocês a ferramenta da IBM chamada: Cost Benefits Estimator , que ajuda as organizações a olhar para a infra-estrutura gerenciada, incluindo aquelas projetadas especificamente para cargas de trabalho SAP. Os resultados são baseados em métricas financeiras e modelos de justificação validados por terceiros.

Querem saber como funciona?

É uma ferramenta que faz algumas perguntas básicas, tais como:

  • Quantos servidores serão movidos para a nuvem?

  • Quantos recursos em tempo integral são necessáriks para suportar sua infraestrutura e aplicativos atuais?

  • Qual a industria em que sua empresa está?

  • Quantos clientes você tem?

  • Quais são os principais objetivos? (Aumentar o alcance do cliente? Melhorar o tempo de mercado? Outros fatores?)

Ao responder a essas perguntas, a ferramenta pode ajudar sua empresa a estimar as economias anuais com base em seus ambientes.

screen-shot-2017-02-03-at-9-48-33-pm

Por exemplo, permite comparações entre os custos dos custos de mão-de-obra de suporte do SAP para o ambiente atual versus os serviços gerenciados na infraestrutura de nuvem da IBM.

screen-shot-2017-02-03-at-9-52-54-pm

 

screen-shot-2017-02-03-at-9-53-55-pm

Aproveitem 🙂

Obrigado e abraços,


Thiago Viola
Cloud Mid Market Sales Leader
SoftLayer Subject Matter Expert

E-mail: thiagoviola@yahoo.com.br
LinkedIn: br.linkedin.com/in/thiagoviola
Blog: https://thiagoviola.wordpress.com/
Twitter: @ThiViola
YouTube Channel: https://www.youtube.com/user/tviola87
Slide Share: http://www.slideshare.net/ThiagoViola